Os Melhores Filmes de Terror… Que quase ninguém conhece

Não sei se gostas de filmes de terror mas provavelmente este é o post mais desejado, imensas pessoas me abordaram nas redes sociais e algumas até mesmo pessoalmente com o intuito de saberem quando iria escrever o post sobre os filmes de terror “fixes” que ninguém conhece, por isso esta noite decidi perder o meu tempo e acabar com a espera de toda a gente e escolhi 7 filmes (mais 1 de bónus) que na minha opinião são muito bons.
A lista não está por ordem de preferência, é presumível que até conheças alguns destes filmes mas a maioria deles perduram ignoradas do público geral, são produções maioritariamente com boas críticas mas que permanecem desconhecidas devido ao insucesso no box office, porque tiveram uma fraca campanha de marketing ou até tiveram algum sucesso mas que foram esquecidas durante o tempo.

My Super Psycho Sweet 16

Conhecem o termo “tão mau que consegue ser fantástico?” Essa é a descrição correta para a produção da MTV que obteve um sucesso estrondoso nos EUA mas que permanece desconhecido internacionalmente. O filme é numa sátira ao programa “My Super Sixteen” em que jovens fúteis gastam milhões de dólares na sua festa de aniversário, aqui a popular de um liceu organiza uma excêntrica festa de aniversário até que um terrível serial killer decide fazer parte da festa.
Sim, a trama é super simples mas o filme está repleto de pormenores de personagens e de cenas tão clichés que o tornam único e diferente do habitual, vacilando num estilo entre “Mean Girls” e “Sexta-Feira 13”, na área da crítica especializada até conta com boas críticas devido ao estilo propositadamente desleixado e divertido que lhe atribuem um conceito “fresh” no meio de tantos filmes do género. “My Super Psycho Sweet 16” manifesta-se como um fenómeno trash cheio de diversão, infelizmente o filme não está à venda em DVD e nem sequer existe na internet, a única forma de o assistirem é terem a sorte da “MTV Portugal” o transmitir.
Ah! Já me esquecia, o sucesso que obteve nos EUA deu origem a mais duas sequelas que apesar de “engraçadas” não foram tão boas como o original.


You’re Next

Distribuído pela Lionsgate que tencionava torná-lo numa franquia tipo “Saw”, “You’re Next” acabou por se revelar um flop na bilheteira mas um sucesso na crítica especializada. A trama é sobre uma família que vê a sua habitação a ser invadida por três maníacos mascarados, vocês devem estar a pensar “hey Pedro, o filme deve ser igual aos outros”, ao contrário da maior parte dos filmes do género, “You’re Next” está repleto de IMENSOS plot twists e de personagens com diferentes personalidades.
Não vai causar pesadelos mas de certeza que vai deixar-vos colados ao ecrã até os créditos finais surgirem.


Eden Lake

DRAMÁTICO,EMOCIONANTE, CRÚ e CHOCANTE são as definições para esta obra-prima do cinema contemporâneo, este não é para mim apenas o melhor filme da lista, como também consta no meu top 10 de filmes favoritos, não me canso de o rever.
“Eden Lake” é uma crítica à sociedade atual, à educação e aos valores familiares, tem um ritmo magnífico e vilões horríveis que nos fazem querer correr em direção do ecrã para espancá-los.
O argumento centra-se num casal que decide passar um agradável dia no rio até começar a ser perturbado por um grupo de jovens delinquentes. Acreditem, esta obra é espetacular, não é assustador nem tem violência nojenta, toda a violência existente no filme é psicológica, até comentava mais sobre o filme mas iria estragar-vos a experiência.
Ah! Os fãs de “Skins” devem assistir obrigatoriamente ao “Eden Lake”, o Cook é um dos protagonistas. 😉


Kill List

Vi esta película há cerca de 3 anos atrás, pensando ser um thriller sobre agentes secretos e assassinos contratados, contudo a última meia hora torna-o numa das obras mais perturbantes do cinema moderno. Confesso que os primeiros 20 minutos são secantes mas depois disso o filme adota um ritmo de thriller que culmina nos 30 minutos mais “WTF” que jamais vão assistir em algum filme, tenham atenção aos diálogos, eles revelam algumas pistas sobre aquilo que está para vir.
Devo mencionar que o final me deixou absolutamente chocado e perturbado, “Kill List” não é uma obra aconselhável a qualquer espectador, principalmente ao mais frágeis, não o tentem assistir numa sessão de cinema com os amigos porque não vão gostar, vejam-no apenas quando estiverem sozinhos e preparados mentalmente.


As Above, So Below

É provavelmente o filme mais conhecido desta lista, estreou em Portugal em 2014 com o título nacional de “O Reflexo do Medo”, as críticas especializadas não são favoráveis mas para mim o filme foi “absolutamente bom para caraças”, aqui seguimos um grupo de arqueólogos e de jovens aventureiros que exploram as catacumbas de Paris em busca da pedra filosofal, uma pedra com propriedades mágicas. É previsível que as catacumbas estão repletas de perigos que vão sendo apresentados de forma misteriosa e insana, a primeira parte desta película assemelha-se a uma espécie de “Indiana Jones” de terror, já a segunda parte está  repleta de tensão, mistério e de situações assustadoras. Neste filme, o terror não se alimenta de sustos fáceis (cenas repentinas, abuso de sons altos, e etc…) mas sim de situações de pânico e de claustrofobia que nos fazem entrar na pele dos protagonistas, não consigo terminar esta observação sem referir que o final é genial e faz o espectador refletir imenso.
Não é uma obra-prima mas sem dúvida que é um excelente filme, é provável que seja o melhor do género de terror lançado em 2014, quanto às críticas, eu acho que estas se deveram ao facto de ser promovido como apenas mais um found-footage com padrões de qualidade duvidosos que infelizmente andam muito na moda.
O final, apesar de ser bom oferece-nos ideias para uma sequela que nunca se irá realizar devido à fraca receção no box office. 😦


Martyrs

Lembro-me de ter assistido a “Martyrs” com alguns colegas da minha turma quando tinha 17 anos, foi antes do almoço e no fim do filme não tivemos apetite para almoçar. Não me recordo muito bem da trama mas lembro-me que gostamos imenso em geral, apesar de ficarmos com vontade de vomitar e de não comer carne durante bastante tempo.
Tal como referi anteriormente, não me lembro muito bem da história, sei era sobre duas raparigas que mataram uma família durante o pequeno almoço e lembro-me que depois uma delas foi torturada num laboratório secreto que existia na habitação, eu sei que o argumento parece fraco mas não é, naquela altura eu e os meus colegas ficámos totalmente chocados com as reviravoltas, com o clima de mistério e acima de tudo com a quantidade excessiva de violência. Éramos miúdos, não estávamos preparados para aquilo que iríamos ver e o resultado final foram imagens nojentas que não nos saíam da cabeça e uma enorme falta de apetite.


Housebound

Um misto de terror e comédia mas sem cair na estupidez sobre uma rapariga que suspeita que a sua casa está a ser assombrada por um fantasma. Em “Housebound” somos contemplados com inúmeros plot twists que anulam as reviravoltas das cenas anteriores, o mistério e a comédia são frequentes nesta obra e sem esquecer, claro, o terror.
Este foi para mim uma das maiores surpresas cinematográficas do género de terror em 2014 e é também um dos melhores do mesmo ano.


Bónus:

From Dusk Till Dawn

Este não é propriamente desconhecido, tal como, nem é propriamente um filme de terror puro, foi por isso que o selecionei como “bónus”, considerei pertinente trazer este filme a uma geração de leitores que provavelmente nunca o viu.
No aclamado clássico “From Dusk Till Dawn” ou conhecido por “Aberto até de Madrugada” em Portugal, observámos dois irmãos interpretados pelo grande George Clooney e pelo extraordinário Quentin Tarantino, eles são dois  temidos criminosos que tentam entrar no Mexico através de chantagem e sequestro de uma tradicional família americana, após passarem a fronteira e pisarem o solo mexicano, os dois irmãos e a família sequestrada entram num estranho e exótico bar alterne frequentado maioritariamente por motoqueiros, o que eles não sabem é que esse bar é um horrível covil de vampiros famintos e sedentos por sangue.
Já conhecia este filme desde miúdo mas só neste verão é que finalmente o assisti, fiquei farto de vampiros após o fenómeno da saga “Twilight” e ainda tento fugir a películas que tenham este tipo de criaturas como destaque, porém, os vampiros de “From Dusk Till Dawn” não são os típicos vampiros que estamos habituados, eu chamaria-lhes mais facilmente de monstros ou demónios. No campo das interpretações, tenho de assumir que está fenomenal, o Quentin Tarantino oferece-nos totalmente um assassino louco e perturbado, George Clooney é um criminoso com estilo, personalidade forte e menos cabelos brancos do que apresenta atualmente, e por referir a palavra “atualmente”, esta obra-prima é de 1996, ano em que muitos de vocês eram crianças, bebés ou provavelmente nem sequer eram nascidos, por isso não contem com efeitos especiais de ponta tipo “Transformers”, as transformações dos humanos em monstros são um pouco fracas mas o que importa aqui é a trama, o ritmo frenético que o filme ostenta e toda a restante qualidade cinematográfica que automaticamente nos remete para uma visita ao lado mais decadente dos EUA e do México.
Existe uma série baseada no filme que estreou em 2014 e duas sequelas que ainda não tive coragem de ver porque dizem ser muito más e totalmente inferiores à obra original.
Se gostam de filmes de terror vão adorar, se gostam de vampiros vão amar, se são fãs dos filmes de Quentin Tarantino então é obrigatório assistirem a esta produção fenomenal.

Anúncios

6 thoughts on “Os Melhores Filmes de Terror… Que quase ninguém conhece

  1. Bruna Travassos diz:

    Muito bom! Já vi o “My super psycho sweet 16” que achei um pouco ridículo, mas lá no fundo não deixa de ser um bom filme. Vi o “Eden Lake” e sou completamente fã e recentemente vi o “As above, so below” porque já visitei as catacumbas em Paris, que digo desde já que é das coisas que quase ninguém visita, e é sem dúvida interessante e vi o filme na pura curiosidade de que se iria tratar, e apesar de haver certas partes que não apreciei muito, é deveras intrigante e agarra-nos e o final do filme está fantástico.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s