O ciclo das relações

Somos marcados por momentos, sejam eles felizes, extraordinários, tristes, embaraçosos, divertidos e especiais, acima de tudo somos marcados por eles porque são diferentes e se destacam na vida rotineira e enfadonha a que estamos habituados. As coisas melhoram a partir do momento em que estamos com alguém que gostámos, não interessa se essa pessoa é amiga, colega, namorada/o ou até mesmo estranha, todos os momentos se tornam ainda melhores quando são partilhados com alguém.

No início tudo é fantástico, ditam-se promessas eternas, tudo aparenta ser perfeito até a rotina começar a fazer-se notar, surgem divergências e os problemas acentuam-se, as pessoas afastam-se e as amizades terminam, estamos sozinhos num mundo repleto de uma infinidade de seres diferentes mas todos iguais, nada é como antes, sentimos falta das conversas, dos risos, dos diálogos e até das situações em que estivemos fracos e sentimos o apoio de alguém que se mostrava preocupar connosco. Parece ser o fim de tudo mas não é.

Surgem novas personagens no filme da nossa vida. Personagens que antes eram secundárias ou que nem sequer existiam começam a adquirir um papel principal e entretanto outras reaparecem, a tela monocromática volta a ganhar cor, tudo volta a ser como antes. Felizes, magníficos e talvez imparáveis, prometemos que nada vai mudar, que todos os momentos serão eternos, mas a rotina regressa para atormentar, os mais frágeis são os primeiros a vacilar e de repente todos se afastam. Ficámos no meio de uma estúpida guerra entre duas fações que já foram um só, tentámos decidir de que lado combater mas preferimos permanecer fora da linha de fogo e forçosamente observar cada lado a corromper-se, não queremos perder ninguém mas acabamos por perder tudo. Só restam fotografias e memórias de grandes acontecimentos que todos se esqueceram.

Voltámos a estar sozinhos num mundo cheio de gente, até que alguém (re)surge, entendemos que as relações são um ciclo e que tudo voltará a repetir-se mas de diferentes formas mas com novos elementos, as promessas fantasiosas sobre tudo ser perfeito voltam a ser proferidas por diferentes bocas, porém, no fundo sabemos que isto é apenas o início de um ciclo que voltará a repetir-se uma infinidade de vezes.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s