Minions – Crítica

“Minions” ou “Mínimos” em Português é o spin-off ou prequela da série de filmes “Gru – O Maldisposto” que se concentra nos adoráveis e engraçados servidores do mal que buscam por alguém bastante maléfico para servirem.
Assisti com alguns amigos na noite de estreia, confesso que acho estes personagens amarelos engraçados, porém como não gostei nada de “Gru – O Maldisposto 2”, fui à sessão com expetativas medianas.

Inicialmente, um narrador apresenta-nos o passado dos pequenotes amarelos durante 5 minutos com situações bastante divertidas, típicas deles. Após a introdução, somos levados para a cidade de Nova Iorque e consequentemente para Orlando, é nesta parte que a obra perde todo o seu substancial, a vilã apresenta-se como básica e irritante, Scarlet Overkill é uma temível senhora do mal que adota e envia os 3 Minions principais numa missão de roubarem a coroa da rainha Elizabeth II, a partir daqui o bom humor transforma-se numa tentativa forçada do mesmo.
Os primeiros 15/20 minutos foram muito bons, não a par de uma obra da Pixar (porque esses possuem uma qualidade quase impossível de ser alcançada por outro estúdio de animação), mas a par de outras boas animações. Contudo, como já sublinhei no parágrafo prévio, as situações de comédia deixam de ser tão fortes após a vilã surgir em cena e tornar tudo demasiado mediano.

“Minions” teria probabilidades de se afirmar excelente se fosse mais simples e não investisse numa trama pretensiosa, julgo que estaríamos perante uma obra surpreendente se adquirisse um tom mais minimalista como “Shaun the Sheep” (“A Ovelha Choné” em português) e apostasse mais numa atmosfera sentimental como a Pixar.

Penso que apesar de um argumento banal, o filme poderá encantar qualquer criança e agradar imenso aos adultos que são fãs destas pequenas criaturas amarelas, contudo o restante público confronta-se com uma animação mediana, facilmente de ser esquecida. Em suma, “Minions” não é bom mas também não é mau, talvez se manifestasse numa proposta soberba se apostasse mais em despertar sentimentos e menos em explosões e gadgets.

Nota: 5.5

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s