O Renascimento de Justin Bieber (ouve o álbum completo grátis)

Heeey!
Desta vez vou refletir sobre um artista algo controverso, refiro-me obviamente a Justin Bieber, que está atualmente em todos os tops mundiais de música e a reconstruir uma carreira de sucesso.
Geralmente procuro sempre várias razões para gostar/não gostar de algo. Como as pessoas mais íntimas de mim sabem, eu detestava-o, para mim ele assumia-se como um mau artista, com uma voz fraca, músicas estúpidas e o pior de tudo com uma personalidade horrível que era reflexo de uma enorme imaturidade obtida graças à fama precoce.
Desde 2013 ou 2014 para felicidade de uns e infelicidade de outros, Justin Bieber começou a afastar-se do perigoso mundo da fama, a imprensa deixou de se interessar por ele e consequentemente deixou de ser alvo de escândalos. Várias fontes apostavam que tinha entrado em declínio, que jamais poderia voltar ao ativo e seria impossível lançar um hit… Então Justin Bieber surpreendeu-nos a todos!

Em Fevereiro de 2015, Jack Ü, a dupla musical composta por Skrillex e Diplo, lançaram o seu álbum de estreia, mas existiu uma faixa que se manifestou controversa no meio dos seus fãs porque era uma estranha colaboração entre a dupla e Justin Bieber, refiro-me à “Where Are Ü Now”. Inicialmente pensei “Que raio de droga é que eles tomaram? Produzir uma colaboração com o Bieber é suicídio”.
Ouvi a música pela primeira vez, não a considerei má, contudo, a partir do momento em que se tornou single, começou a passar nas rádios, canais de TV e discotecas fui gostando cada vez mais, até chegar ao momento em que se assumiu como uma espécie de guilty pleasure, ouvia-a repetidamente no meu carro, gravava vídeos no snapchat ao som dela, e etc…

A euforia da “Where Are Ü Now” passou, pensei que ele não me pudesse surpreender, até que lançou a “What Do You Mean?”. O videoclip não era magnífico e artístico como o da música anterior, era uma faixa mais calma, mas o mais estranho de tudo é que continuava a apresentar uma sonoridade diferente, mais alternativa e acima de tudo também era uma boa música.

Pouco tempo depois lançou a produção super calma “I’ll Show You” e seguidamente o grande êxito “Sorry”. A primeira é sem sombra de dúvidas, uma excelente composição, mas custou-me um pouco a gostar dela, a segunda é um dos melhores trabalhos comerciais de 2015.

Tive de tirar a “prova dos nove”, precisei de saber se o Justin Bieber tinha renascido como um bom artista ou se foi tudo pura sorte, para obter essa conclusão precisei de escutar o seu álbum “Purpose”. Ok, agora chegou a parte do post em que admito que o seu mais recente trabalho me “comprou” totalmente com a sua sonoridade alternativa, new age e singular. Entretanto, peca quando o artista se esforça demasiado em algumas faixas orientadas para o género r&b e hip-hop, mas isso não é mau. “Purpose” é um projeto que pretendeu arriscar e está a conseguir revolucionar o mundo da música comercial. Sem voltar a mencionar algumas das excelentes faixas referidas acima, gostei imenso da “Children”, “Been You”, “Get Used To It” e sobretudo da “The Feeling” com  a Halsey, esta última é uma das melhores colaborações que ouvi nos últimos anos.

Não tenho qualquer dúvida que Justin Bieber esteve no fundo do poço, mas conseguiu amadurecer, renascer com força e agora está a dar um novo sentido ao universo da música pop. Está na altura de abrirmos horizontes, de esquecermos as músicas horríveis, o seu passado tenebroso e de lhe darmos uma nova oportunidade, ele está a esforçar-se imenso para isso. É óbvio que com esta onda de sucesso vão surgir novos “concorrentes de peso” e algumas imitações fracas (esse miúdo aborrecido com nome estrangeiro e apelido português é um autêntico exemplo de imitação de fraca qualidade).
Espero que não tenha uma recaída e que se consiga manter dentro deste padrão. Confesso que nunca pensei elogiar o Justin Bieber, porém ele merece. Não costumo manter-me informado sobre a vida pessoal dos artistas, contudo, sei que há rumores sobre uma relação entre ele e a Kourtney Kardashian. Espero que esta família disfuncional não o arraste novamente para o fundo do poço porque ninguém é capaz de renascer duas vezes.

Álbum Completo

Espero que apreciem o álbum tanto como eu!

Ahhh! Quero sugestões vossas para os próximos posts, deixem comentários sobre assuntos e conteúdos que gostassem que eu abordasse. Estava a pensar em escrever um post sobre as melhores músicas eletrónicas que ouvi este ano ou sobre o final decepcionante e incoerente de “Scream Queens”, qual preferem? 😉

Advertisements

One thought on “O Renascimento de Justin Bieber (ouve o álbum completo grátis)

  1. Engraçado teres escrito este post numa altura em que eu próprio estou obcecado por este álbum (e um pouco estupefacto com esse facto). Mas considero-o um dos meus preferidos este ano, juntamente com “Rebel Heart” da Madonna, “Honeymoon” da Lana Del Rey e “The Original High” do Adam Lambert (a Selena Gomez e a Demi Lovato também se saíram bem este ano com os seus). O Bieber conseguiu, de facto, renascer e mudar a sua fanbase – que já não consiste maioritariamente em adolescentes histéricas – mas arrisco-me a dizer que o mérito é dos produtores e não dele. Ele continua o mesmo “douchebag”, na minha opinião 😛 Relativamente a futuros posts, o fim de “Scream Queens” foi tão fraco que talvez nem seja digno de menção. Que tal um post a analisar a atual temporada de “American Horror Story” e a prestação da Lady Gaga? Ou a ponderar como poderá ser a segunda temporada de “Scream”, que estreia em abril de 2016. De qualquer maneira, continua com o blog, visito-o várias vezes e é bom ver finalmente novidades. Abraço 🙂

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s